A descoberta de um mundo novo

Quando fíz minha primeira corrida, em 2013, não fazía idéia do que correr ia se tornar minha paixão. Foi tudo muito rápido, estranho. Estava trabalhando num conhecido restaurante no centro de Londres e a companhia começou a preparar um time pra representar a empresa. Eu, sem ter nem noção do que era, me inscrevi só pelo fato de pegar uma folga, paga e com meus colegas. Nem imaginava no que estava me enfiando. Parecia como se fosse um passeio nas montanhas. So parecia…

Dias antes da corrida o responsável pela equipe tinha nos mostrado un video pra nos preparar referente ao tipo de corrida que a gente ia fazer. Embora os obstáculos fossem assustadores, ninguém deu pé atrás e a equipe estava muito empolgada. Como já falei, trabalhavamos num restaurante do centro, sempre cheio e a ideia de passar um dia nas montanhas era muito mais atrativa que a correria do trabalho.

A corrida era a mundialmente conhecida “Tough Mudder”, uma das mais famosas corridas de obstáculos no mundo naquele momento..


A corrida foi uma loucura, do inicio ao fim, 21 km na lama, entrando logo no começo numa piscina artificial com agua abaixo de zero cheia de gelos, mais de 20 obstaculos de varios tipos. Carregando peso colina acima, barro pra tudo lado, tendo que atravessar em duas ocasiões pelo meio de fios elétricos que não eram so enfeite, davam choque mesmo, mais ainda se você estivesse todo molhado como era o caso. Parecia uma tortura e eu disfrutei demais de tudo aquilo e o que mais chamou minha atenção, era que todo mundo estava feliz, sujos, embarrados, muitos machucados até porque alguns obstáculos não eram nada fáceis, mas todo mundo sorrindo, se ajudando, puxando outros corredores mesmo não conhecendo a pessoa, isso ficou gravado pra sempre na minha memoria.

Como bem disse o slogan da corrida: “Tough Mudder não é uma corrida, é um desafio. Eu vou ajudar meus companheiros a completar o percurso. Vou superar todos meus medos”

Imagina você sair da sua casa pra fazer uma atividade e voltar pra casa uma pessoa totalmente diferente e näo falo da sujeira na roupa nem dos machucados, mas sim da diferença que uma simples atividade como aquela pode provocar na tua vida. Eu ia pra me divertir, brincar e na viagem de volta já sentia algo mudando em mim. Tinha descoberto algo que eu podia fazer a qualquer hora do dia, tivesse ou näo alguém pra correr comigo. Mais do que correr, entrar na lama, pular em piscinas de barro, eu era capaz de encarar qualquer obstáculo por mais assustador que fosse e pra mim isso era maravilhoso porque a minha vida toda tive medo do ridículo, da rejeição, do fracaso e a partir desse momento isso tudo passou a segundo plano. Eu queria correr, motivar outras pessoas, me divertir e destruir meus fantasmas.

Eu nunca mais ia me esconder de nada e muito menos fugir!

No dia seguinte, a maioria dos que participaram da corrida pegaram dia livre e eu, que não tinha pensado nisso, tive que trabalhar logo cedo. Pra minha surpresa estava em perfeitas condições, um pouco dolorido mas nada absurdo. Orgulhoso, carreguei minha “headband” laranja, premiação característica da Tough Mudder (laranja e so a primeira, a medida que alguem faz a corrida mais vezes, a cor vai mudando como se fosse uma faixa de artes marciais) Detalhe, você só recebe a headband se completar a prova, näo importa como nem em quantas horas, mas você precisa encarar esses ultimos fios eletricos e cruzar a linha de chegada, a sensação é indescritível.

Minha primeira corrida sempre vai ser recordada como aquela que me abriu os olhos de um mundo novo…

Desde essa tarde de 2013 passaram 8 anos, muitas vezes pensei no que podia fazer pra motivar, pra ajudar pessoas e nunca decidia começar, principalmente porque pensei que ninguém ia me dar atenção ou acreditar em mim pelo fato de não ter o prototipo de corredor que a gente imagina ser o ideal. Hoje, com quase 41 anos, consigo entender que motivar alguém vai além de estereotipos. Que motivar e algo que nem todo mundo consegue fazer. E aprendi que as pessoas vao te escutar se você é humilde e sabe como falar com elas. Essa é minha missão e vou me esforçar pra conseguir chegar no maior numero de pessoas possiveis.

Até o próximo post!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s